6 empresas de economia colaborativa

A economia colaborativa se baseia em uma forma de comércio ou prestação de serviços um pouco mais democrática, em destaque para os tipos de negócios p2p, peer to peer, ou seja, direto de pessoa para pessoa, sem o intermédio de uma empresa.

Uma das iniciativas que se destacou nesse ramo foi o AirBNB, que é uma rede online na qual as pessoas oferecem suas casas ou quartos para hospedagem através dessa mesma rede. Ali você pode trocar informações, avaliar e ler as experiências de quem já se hospedou naquele lugar.

Esse tipo de negócio tem tornado o mercado mais transparente, o que valoriza uma prestação de negócios mais honesta e benéfica principalmente para o consumidor que tem mais informações na hora de fazer sua escolha.

Outro exemplo de economia colaborativa é o Uber Pool, criado pela Uber para que as pessoas possam compartilhar seu serviço de transporte de pessoas. Com essa alternativa, você pode dividir o custo do trajeto até o seu trabalho ou outro local com outras pessoas e assim diminuir custos e também o gasto de combustível que contribui para a poluição do meio ambiente.

Na teoria, a economia colaborativa vem para trazer muitos benefícios, mas ainda é difícil dizer quais serão os impactos dessas mudanças no longo prazo. O que se pode discutir é que algumas empresas podem acabar sendo engolidas por essas novas propostas e precisarão se adaptar ou se reinventar para se manterem no mercado.

Confira mais alguns exemplos de economia colaborativa:

  1. Couchsurfing para se hospedar na casa de alguém e vivenciar um novo local com pessoas que moram e conhecem os arredores;
  2. Zipcar para compartilhar carros com outras pessoas e assim eliminar o alto custo de manutenção de um veículo se você só o usa de vez em quando;
  3. BlaBla Car para conseguir caronas com pessoas que fazem trajetos similares;
  4. TaskRabbit para contar com pessoas confiáveis para pequenos serviços, entregas, reparos, para fazer tarefas como buscar algo que você precisa e outros serviços simples;
  5. BoBags para alugar bolsas de festa e bolsas de grife em geral que você só vai precisar uma vez, em vez de gastar um alto valor adquirindo uma, você pode apenas alugar;
  6. Enjoei revenda seus produtos usados e em bom estado para quem ainda pode aproveitá-los e diminua os itens entulhados na sua casa.

Como você pode analisar, o conceito de economia colaborativa é muito amplo e pode ser aplicado em diversos nichos. O que nos leva a acreditar que em breve essa filosofia de mercado estará ainda mais presente nas mais diversas relações de consumo.

É uma tendência na qual você deve ficar de olho e acompanhar, especialmente se deseja empreender em breve. Inspire-se e crie suas próprias soluções inteligentes para o mundo.